Releases

5 de Agosto - Dia Nacional da Saúde
Leia mais -->

Acupuntura ajuda a melhorar a Libido e Sexo é tão importante quanto a alimentação
Leia mais -->

Acupuntura ativa os Hormônios do Crescimento (GH)
Leia mais -->

Acupuntura retarda evolução de Mal de Alzheimer
Leia mais -->

Acupuntura ajuda no tratamento contra a Insônia
Leia mais -->

Técnica proporciona Corpo Bonito e saudável a partir da Reeducação Alimentar
Leia mais -->

Acupuntura reduz efeitos colaterais no tratamento de Câncer de Mama
Leia mais -->

Depressão pode ser curada com auxílio da Acupuntura
Leia mais -->

Acupuntura ajuda a controlar a Ansiedade
Leia mais -->

Convidando o Bebê a virar
Leia mais -->

O mistério do Hormônio da Atração
Leia mais -->

Acupuntura é excelente tratamento da Insônia
Leia mais -->

Dia dos Namorados - Acupuntura ajuda a melhorar Libido
Leia mais -->

Outubro Rosa – Acupuntura na luta contra o Câncer de Mama
Leia mais -->

Acupuntura alivia dores da Enxaqueca
Leia mais -->

Acupuntura age na luta contra as dores
Leia mais -->

Acupuntura ativa os Hormônios do Crescimento (GH)

Técnica milenar apresenta resultados surpreendentes no crescimento



Diversos fatores contribuem para nossa estatura adulta. A partir de uma célula, resultado da fusão de um espermatozóide com um óvulo, desenvolve-se um organismo extremamente complexo e infinitamente maior. Para este desenvolvimento vários aspectos são importantes tais como nossa carga genética, aspectos nutricionais, hormonais, emocionais e comportamentais.

Filhos de pais com determinada estatura terão sua altura muito próxima do pai correspondente do mesmo sexo, ou seja, um filho terá uma altura próximo a de seu pai, e uma filha, próxima a da sua mãe. Para um cálculo aproximado, costuma-se usar a seguinte fórmula: soma da altura dos pais mais 13 centímetros para os meninos (ou menos 13 centímetros para as meninas) dividido por dois. Temos assim o que chamamos de "altura-alvo" de uma pessoa. A altura é considerada normal se for seis centímetros acima ou abaixo do valor calculado. Neste contexto, tem-se a expectativa de que pais baixos terão filhos baixos e pais altos terão filhos mais altos.

Outros fatores também são importantes no processo de crescimento como a alimentação, que deve ser adequada desde a vida no útero materno. Uma mãe que tem pressão alta, que fuma ou que é desnutrida poderá ter um recém-nascido com baixo peso e estatura comprometida que irá determinar um comprometimento da altura na vida adulta dessa criança. O uso de medicamentos, principalmente os que contêm cortisona, pode afetar o crescimento das crianças.

A Acupuntura, método terapêutico milenar de origem chinesa, baseado num mapa de pontos do corpo humano, estimulados através de agulhas a produzir e liberar substâncias que atuam no sistema nervoso central é hoje, o único método natural, eficaz,sem contra indicações e sem efeitos colaterais – já que é inóquo - que ativa o hormônio do crescimento (GH) em crianças que estão entrando na puberdade (entre 8 e 13 anos para as meninas, e entre 9 e 14 anos para os meninos). O tratamento através da acupuntura, quando iniciado nesse período, propicia resultados excelentes, superando as expectativas dos pais. Quanto mais cedo for diagnosticado o baixo crescimento, melhores serão os resultados da terapia com acupuntura.

O hormônio do crescimento, também conhecido como GH (do inglês, growth hormone), é produzido naturalmente pelo nosso organismo. O tratamento com acupuntura é indicado quando é constatado que o próprio organismo não fabrica a quantidade suficiente dessa substância, o que leva a criança a crescer menos do que deveria. E isso pode acontecer por algumas razões, como falha na glândula hipófise, localizada no cérebro e responsável pela produção do GH; doenças pré-existentes, tumores cerebrais, tratamentos com radioterapia e cirurgias cerebrais podem afetar o bom funcionamento dessa glândula. Também, se houver algum problema no hipotálamo, a região do cérebro que regula a secreção do hormônio pela hipófise, o crescimento da criança fica comprometido.

No momento em que o pediatra perceber que houve uma diminuição ou parada no ritmo de crescimento da criança que está entrando na puberdade, o tratamento poderá ser iniciado com sessões semanais.

Miriam Matos / Elenice Nascimento
(11) 2311-0494 / 2311-0484
(11) 98259-3530
noticiaexpressa.com.br
flickr.com/photos/noticiaexpressa
www.twitter.com/noticiaexpressa
R. Bento de Andrade, 103 - Jd. Paulista
São Paulo - SP | CEP: 04503-010
Tel: +55 (11) 2507- 9021 / 2507- 9024

R. Clodomiro Amazonas, 1422, cj 107 - Vila Nova Conceição
São Paulo - SP | CEP: 04537-002
Tel: +55 (11) 2503- 0662
E-mail: contato@phisiotrainer.com.br